domingo, 25 de fevereiro de 2018

ELECTRIC MUD - Electric Mud - 1971


Electric Mud é mais uma daquelas bandas obscuras, de curta carreira vindas da Alemanha no início da década de 70. Assim como tantos outros exemplos desse tipo de trajetória, a gravação foi feita ao vivo dentro de um estúdio em Düsseldorf, com número de cópias limitada e que atualmente paga-se um alto valor pelas prensagens originais.

A banda segue uma linha menos experimental, enfatizando uma estrutura progressiva mais densa no decorrer de suas quatro faixas. Disco curto porém intenso, vocais muito bem executados em língua nativa pelo desconhecido Udo Preising, que também destila toda sua melancolia acompanhado de um baixo bastante presente.

Nessa cozinha entra o baterista Jochen Dyduch, que orienta a banda sem muitas explosões e viradas mirabolantes mas com muita técnica e nítida habilidade.

A guitarra de Manfred Simhäuser é o grande destaque em todas as faixas que compõem esse intrincado registro. Exímio músico que desapareceu no tempo, com uma base mais ácida com fortes e encorpados solos. 

Sempre fusionado aos teclados de Axel Helm que, conduz com perfeição um Hammond composto por diferentes camadas de timbres, em texturas bem elaboradas fazendo com que o ouvinte perceba em certas passagens, os efeitos de velocidade de rotação gerados por um amplificador Leslie. 
Helm também vem munido de um piano elétrico que também se faz presente em alguns trechos contudo, um pouco tímido na minha opinião.

É um pouco perigoso fazer analogias a certas bandas que lançam apenas um único registro. Muitas carregam uma veia mais experimental, voltada para complexas instrumentações e outras com estruturas mais tenras e cadenciadas. Nesse caso, o Electric Mud aproxima-se de bandas como VirusNecronomicon por uma certa familiaridade em suas execuções.

Altamente recomendado aos entusiastas do bom e velho Krautrock.


TRACKS:

1. Hausfrauenreport 
2. Die Toten Klagen Euch An 
3. Immer Das Alte Lied 
4. Nichts Zu Essen In Der Not 


YANDEX

Um comentário: