quinta-feira, 1 de janeiro de 2015

DOM - Edge Of Time - 1970


Talvez esse seja um dos discos mais incríveis que escutei nos últimos tempos. Trata-se de um album conceitual baseado fortemente a uma viagem de ácido, só pela introdução da capa do disco já temos uma pequena amostra do que está por vir. Inclusive esse é o único trecho vocalizado no registro contido na faixa título, Edge Of Time, fora os gemidos e murmuros sombrios contidos em seu decorrer.

A banda é composta por um desconhecido quarteto vindo de países como Alemanha, Polônia e Hungria que mistura a pureza e a leveza do Folk com o experimentalismo pesado e confuso do Krautrock. O conceito do album baseia-se especificamente em uma "viagem errada", as consequências do ácido sobre os efeitos da mente humana e a percepção do tempo. Uma interpretação bastante criativa onde a mente é capaz de evocar uma série de diferentes estados de consciência e emoção profunda, ou seja, pra derreter mesmo! rs


Musicalmente falando, encontramos nesse disco uma série de belos instrumentos acústicos onde o uso de guitarras elétricas pesadas e bateria foram abolidos em seu decorrer. Apenas lindos solos de flauta e violão misturados a instrumentos estranhos de percussão que se entrelaçam a um forte som de órgão emaranhado em passagens eletrônicas espaciais um tanto complexas. 

Este é mais um daqueles discos raros onde se tem a nítida impressão de que foi gravado ao vivo em um desses estúdios fundo de quintal e que hoje valem centenas de libras. A gravação não é limpa, mas temos aqui uma verdadeira raridade quando o assunto é Krautrock.

Tenho certeza que a maioria das pessoas que frequentam o PRV não conhecem essa jóia esquecida pelo tempo, por isso não pensei duas vezes e tratei de compartilhar, espero que todos tenham a mesma impressão que tive quando escutei pela primeira vez. Não tem erro, quem gosta do gênero vai pirar com esse disco. Prometo!


Have a nice trip!



TRACKS:

1. Intruitus
2. Silence
3. Edge Of Time
4. Dream  

Bonus:

Flotenmenschen 1
Flotenmenschen 2
Flotenmenschen 3
Flotenmenschen 4

Let Me Explain  

YANDEX

4 comentários:

  1. Olá tudo bem?
    Muito bacana da sua parte de compartilhar essas pérolas do ProgRock, além de descobrir coisas novas e que não foram e nem serão lançados oficiamente (D:), fantástico!
    Que aproveitar pra tirar uma dúvida: será que você dispôe de algum bootleg de bandas japonesas como Bi Kyo Ran, Mr. Sirius, Bondage Fruit ou Mandrake (Hirasawa Susumu)? E existe algum registro do Comus dos primeiros anos? Existe algum site que você possa revelar, para que possa procurar, além do seu? Desculpa, eu tenho muita 'fome' pelos J-PR. Graças a você descobri muitas coisas. Queria aprender a gostar do Krautrock, mas ainda acho meio 'complexo'.
    Bom, é isso, Arigatou Gozaimassu!
    Té a próxima.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sou leiga quando o assunto são os japoneses.
      Conheço muito pouco!!!
      Alguns gosto muito como Too Much, Far East/Far Out.
      Não conheço sites ou blogs especializados em prog japones mas posso pesquisar pra você.

      :)

      Excluir
  2. Nossa muito obrigado! :)
    Eu sabia que antes do FEFB houve o Far Out, mas Too Much
    nunca ouvi, nem falar. Você por acaso ProgArchives e o Prog Not Frog? Apesar deste último não ser um 'wiki' que nem o PA.
    Esqueci de ter comentado, apesar de estar atrasado, feliz ano novo (!?), mesmo que não tenhamos trocado uma ideia ou nos conhecer.^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Possuo o Too Much. Posso disponibilizar caso você se interesse. Vai gostar. É o tipo do disco que passa por várias vertentes do Progressivo.

      Excluir